Com esse resultado, o atirador do Clube Piratininga conquista uma das quatro vagas para disputar o Campeonato Pan-Americano nos EUA em 2016 pela seleção brasileira de tiro prático

O atirador do Clube Piratininga de Tiro, Sergio Biscuola, 38 anos, mostrou que está preparado para conquistar seu primeiro título internacional ao mostrar seu poder de superação no 12º Campeonato Brasileiro de Shotgun e conquistar o tricampeonato de shotgun na categoria individual. Biscuola ainda se tornou tetracampeão de shotgun por equipe, tetracampeão de rifle manual individual e por equipe. Os títulos foram conquistados no último final de semana, durante a 2ª etapa do Campeonato Brasileiro, realizado em Viamão-RS. Na ocasião, Biscuola também conquistou a medalha presidencial, concedida apenas a raros atiradores.

“Felizmente consegui reverter o resultado da primeira etapa e ter um ótimo desempenho nesta etapa final e voltar a conquistar o título brasileiro de shotgun individual”, diz Biscuola, que conquistou as edições de 2012, 2013 e agora, 2015. “Percebo que o nível dos atiradores e das provas vem aumentando”, comenta. Na segunda etapa, Sergio completou as 12 pistas realizando 168 disparos.

Com esse resultado, Sergio Biscuola, também conquistou uma das quatro vagas da equipe brasileira de tiro prático, que irá disputar o Campeonato Pan-Americano nos EUA em 2016. Biscuola irá formar o time brasileiro ao lado de Eduardo Tufy Zeidan (SP), Tiago Barreira Alcarrão (BA) e Luis Gustavo Sanabio (MG).

“Meu foco agora é conquistar meu primeiro título internacional”, afirma Biscuola, que já conquistou a 3ª colocação por equipe no Pan nos EUA em 2013. O atirador de Jundiaí-SP está embalado pelo excelente resultado conquistado no Mundial de Shotgun realizado em setembro na Itália. Na ocasião, Biscuola terminou a competição na 47ª colocação. “Tenho esperança de conquistar um bom resultado no Pan-Americano, pois no Mundial apenas dois atiradores sul-americanos ficaram na minha frente”. E completa: “Tenho real oportunidade de conquistar um título internacional”.

APELO POR PATROCÍNIO

Mesmo com real possibilidade de o Brasil conquistar um título internacional no tiro prático, a expectativa do atirador Sergio Biscuola pode se tornar frustrante, caso ele não consiga um patrocinador. Isso porque Biscuola precisa de um apoio financeiro para os deslocamentos para treinos, campeonatos e compra de munições. “Apesar de todo bom resultado conquistado neste ano, meu projeto para o Pan-Americano pode ficar comprometido caso eu não consiga um bom apoio financeiro”, declara Biscuola, que treina no Clube Piratininga de Tiro, localizado em Perus.

O Clube Piratininga já se dispôs a ajudar Sergio Biscuola no que for preciso para ele realizar o sonho de conquistar um título mundial, levando o nome do clube no peito. “O Sergio Biscuola é merecedor de todos os títulos conquistados, um excelente atirador, que nos orgulha a todos do Clube Piratininga”, declara Paulo Roveri, presidente do clube de tiro.

CAMPEONATO PAULISTA

O último desafio do ano de Sergio Biscuola será neste final de semana, 14 e 15, na oitava e última etapa do Campeonato Paulista de Tiro Prático, que será realizado no Clube de Tiro de Atibaia. O atirador jundiaiense poderá se tornar tricampeão Paulista de shotgun, modalidade que ele atira com uma arma calibre 12.

JULIANA BISCUOLA

A esposa de Sergio, Juliana Biscuola, 36 anos, também conquistou títulos importantes neste ano. Em uma modalidade predominantemente masculina, Juliana tem se destacado e se tornou bicampeã do Campeonato Brasileiro de Shotgun e de Minirrifle Open. “A Juliana também tem pontuação para disputar o Pan-Americano em 2016, mas a Confederação Brasileira de Tiro Prático ainda não definiu se irá montar a equipe feminina”, informa o marido, Sergio Biscuola.

Juliana também se destacou no Campeonato Paulista, onde conquistou o bicampeonato de Shotgun por antecipação.

medalhas